Tesoura de Ouro? É justo um profissional pagar para ser homenageado?

Há poucos dias atrás o mundo parou para assistir as ganhadores do Oscar. Premiação oferecida aos profissionais do cinema. Foi um desfile glamoroso de organização, beleza, emoção e muito reconhecimento. São vários os questionamentos e talvez muitas respostas não sejam retratadas fielmente, pois muitas informações são restritas aos membros da Academy of Motion Picture Arts (Academia de Artes e Ciências Cinematográficas).

Guia de Salões para vocês e com vocês, onde estiverem!

Assistindo e torcendo neste evento, muito me chamou a atenção para entender como são feitas as escolhas dos indicados? A quem cabe tal incumbência? Quais são as regras? Quanto se paga para participar desta premiação? O homenageado paga para participar da festa? E como são de fato, decididos os ganhadores?

– Um Filme para concorrer deve ter acima de 40 minutos, ser exibido publicamente em sala   comercial e ficar pelo menos 7 dias em Cartaz consecutivamente.

– A incumbência para indicação cabe exclusivamente aos membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, formada por mais de 7 mil membros, entre eles atores, produtores, roteiristas, diretores entre outros diversos profissionais ligados ao cinema.

– O processo para indicação de um ator ou atriz, não é nada simples. Envolve os mais de 7 mil membros da Academia que analisam alguns detalhes básicos, como: o indicado deve ter participado de pelo menos 3 filmes, sendo que um deles não pode ter ocorrido num prazo superior a 5 anos da data da premiação. Agora, se ele já tenha sido indicado anteriormente facilitará muito na sua nova indicação.

– Quanto se paga para ser indicado? Talvez este seja o item que mais valorize o profissional de publicidade, pois a indicação é gratuita, aliás são tomados vários cuidados para não haver favorecimento ou até suborno na hora da indicação. Agora, gasta-se muito em produção e divulgação para chamar a atenção dos membros da Academia.

– O custo da estatueta do Oscar não supera US$ 900,00 (novecentos dólares americanos), o homenzinho de 33 centímetros, é banhado em ouro 24 quilates um valor baixo pelo padrão do evento, e o mais surpreendente é que o ganhador assina um contrato onde ele é obrigado a oferecer a estatueta à Academia por apenas US$ 1,00 (hum dólar), caso desejar vende-la, seja qual for o motivo.

Esta medida serve para restringir a posse da estatueta aos profissionais que realmente fizeram por onde ganha-la. Sendo assim um indicado não paga e não recebe, nenhum centavo para participar da premiação.

Aliás a comercialização do evento pertence à organização podendo sim vender os convites, que variam dependendo da localização dos assentos entre US$ 150,00 e US$ 750,00, direcionados exclusivamente a convidados e não aos indicados.

Deixando claro que o peso de vencer um Oscar vai trazer ao ganhador uma gama de benefícios profissionais para fechamento de novas propostas de trabalho que indubitavelmente chegarão.

Receber o Oscar para um Profissional do Cinema é uma honraria maior e que o dinheiro não pode comprar.

No Universo da Beleza, também existem os seus “OSCARS”, mas inversamente a honraria que proporciona o seu primo rico, muitos profissionais da beleza hesitam em dar credibilidade à algumas premiações, achando-as simplesmente “caça-níquel” e muitas vezes premiando profissionais que não estão ainda, habilitados a receber tal honraria, transformando algumas premiações em verdadeiras chacotas.

Nossa redação recebe diariamente inúmeros e-mails e inbox, revelando que alguns organizadores, na realidade não oferecem homenagens mas sim a possibilidade de “comprar” a premiação, descaracterizando desta forma a essência do evento.

Eu pessoalmente tenho o prazer de conhecer alguns organizadores, pelos quais trago muito respeito. Sendo sincero não conheço a fundo o verdadeiro teor de suas premiações, o que posso garantir é que são eventos requintados e com grandes toques de glamour.

Uma das premiações mais tradicionais no Universo da Beleza do Brasil, com certeza é o Tesoura de Ouro, e seus organizadores são pessoas sérias e honestas. Confesso que jamais fui indicado por eles para tal honraria, até porque sou jornalista e não profissional da beleza, desconhecendo assim eventuais cobranças por qualquer tipo de indicação.

Inclusive conversando com um dos organizadores, fiquei ciente de algumas normas, que me parecem bem coerentes para uma possível indicação ao prêmio.

 – O profissional deverá ter acima de 5 anos de experiência na profissão

 – A indicação deverá vir por intermédio de um membro do grupo seleto de profissionais da organização.

 – Somente um profissional ganhador de pelo menos 3 indicações consecutivas, é capacitado à indicar um possível homenageado. Sendo que o nome deverá ser aprovado pelos membros da organização.

 – Existe a possibilidade de uma empresa indicar um profissional para receber a homenagem, neste caso deverá ser respeitado o limite mínimo de experiência na profissão, e a empresa pagar uma cota de patrocínio, pois terá sua marca divulgada durante a realização do evento, justo.

Outro ponto questionando foi a cobrança de valores para participar do evento e que variam de R$ 900,00 a R$ 1.900,00, segundo a informação de um convidado.

Neste caso a organização, deixou claro que esta cobrança não refere-se em hipótese alguma a compra de uma possível indicação. O valor é referente as despesas do evento, como a confecção dos troféus, a locação do espaço e equipamentos de som e imagem, contratação do buffet, garçons e músicos para o jantar de premiação, pois trata-se de um evento privado sem patrocinadores fixos para realização do mesmo.

Na minha humilde opinião, não percebi nada que pudesse depor contra a organização, talvez o valor dos convites para o jantar? Mas, isso também não me compete discutir, é sabido que o evento é glamoroso e o cardápio é de muito bom gosto. Aliás, não se discute aqui a qualidade e nem o preço do cardápio. Nossa, intenção é descobrir se existe um comercio de indicações fantasiosas a falsos profissionais ou de profissionais desqualificados à receber tal honraria.

De qualquer forma, esta é uma dúvida que existe inclusive em premiações de grandes portes. Quantas vezes você torceu para “X” e o “Y” venceu?

Em verdade toda premiação tem a sua importância, até porque o reconhecimento é um sentimento que agrada ao mais humilde dos homens, então não é errado. O que sugiro aqui é o bom senso, tanto para as empresas que organizam tais eventos, como aos profissionais indicados. Pensem bem!

 – Você está minimamente capacitado para receber tal honraria?

A maior e melhor honraria que um profissional pode almejar é a HONESTIDADE, e não é vergonha alguma você estar buscando capacitação, para futuramente receber o verdadeiro reconhecimento do teu trabalho.

Pagar para Dar ou Receber um reconhecimento não me parece o caminho correto, mas como sempre digo ESTA ESCOLHA SEMPRE SERÁ DE VOCES.

Por Arnaldo Almeida / Redação: Portal e TV Guia de Salões

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *